Compartilhando informações e desenvolvendo o Taiko Nacional

 

Há alguns anos atrás, no que eu considero o primeiro grande avanço técnico dos grupos do Brasil, alguns jovens de diversos grupos treinavam juntos e ajudavam os demais grupos a se desenvolverem. Eles recebiam treinamentos de instrutores qualificados, discutiam o que poderia ser melhorado e viajavam para ajudar os outros grupos. Era algo promissor.

 

Iniciei minha prática no Taikô nesta época e achava incrível como integrantes de diversas equipes conseguiam ter uma amizade tão intensa. Digo isso porque estes jovens eram os líderes de seus grupos e tinham suas características e vaidades, talvez até rivalidade. Mas conseguiam se respeitar e formar um grupo muito forte.

 

Também vi a dispersão deste grupo. Da mesma forma que ele foi criado, com incentivo externo, também foi disperso, com a falta de incentivo.

 

Naquela época, este grupo era formado na maior parte por estudantes que eram extremamente técnicos, porém, com pouca visão administrativa e empreendedora.

 

Mas as coisas mudaram.

 

Atualmente, muitos desses jovens já estão formados, possuem sua profissão e estão mais maduros. Já era de se esperar que muitos voltassem a pensar também naquele grupo que formaram antes.

 

Ultimamente, tenho visto tentativas de reunir novamente tocadores de diversos grupos com o mesmo intuito. Sem sucesso. Talvez pelo fato de sempre terem a dependência de incentivo externo, como estavam acostumados.

 

Minha opinião mudou.

 

Uma reunião de longa duração, uma idéia, a verificação da oportunidade e o estudo da viabilidade. Os jovens voltaram a conversar e planejar algo que, segundo minha previsão, tem tudo para dar certo.

 

O objetivo principal é claro. Unir novamente tocadores interessados em trocar informações em um grupo aberto, independente, sem estilos específicos, treinando para o desenvolvimento do Taiko nacional.

 

Há muito trabalho pela frente e muitos desafios. Mas o principal já foi feito, a iniciativa de criar algo que os tocadores necessitam, treinos de alta qualidade técnica.

 

Acho desnecessário dizer, mas cabe aqui um comentário pertinente. O intuito deste grupo é agregar, desenvolver, e está muito longe de querer ir de encontro a algum grupo ou associação. Muito pelo contrário, é bem possível que estes jovens ajudarão, como sempre fizeram.

 

Finalizando, isto será muito bom para os tocadores de diversos grupos. Mas teremos que ter paciência, visto que não se estrutura um projeto desses de um dia para o outro.

 

Bom, agora é com você. Deixe sua opinião.

 

Obrigado!


Nome:

Email:

Mensagem: